7 hábitos de pessoas com a Glicada abaixo de 7.0

7 hábitos de pessoas com a Glicada abaixo de 7.0


Já sei, você tem diabetes tipo 1 ou tipo 2 e fica frustrado ao pegar o seu resultado de hemoglobina clicada (A1C) e o resultado sempre está acima de 7.0?

Então faça a leitura desse texto para saber um pouco mais sobre alguns hábitos que você pode desenvolver em sua vida. Eles irão lhe ajudar a atingir os resultados necessários para a maravilhosa meta abaixo de 7.

1. Eles realizam a contagem de carboidratos.

É bem provável que o seu médico já tenha dito sobre a importância da contagem de carboidratos.

Cada alimento tem um ou mais Hidratos de Carbono, que determinam a quantidade de insulina que a pessoa deve tomar com base no que está comendo.

Por exemplo, uma proporção de insulina x carbo para um diabético tipo 1 é de 1:15, o que significa que é necessário 1 unidade de insulina para 15 gramas de carboidrato que ingerimos.

O diabetes tipo 2 é geralmente mais resistente a insulina, de modo que uma relação comum pode ser de 1:5, o que significa que é necessário 1 unidade de insulina para cada 5 gramas de carboidratos ingeridos.

Para sabe mais sobre a contagem de carboidratos acesse o link (http://www.eueabete.com.br/contagem-de-carboidratos/).

2. Eles verificam o açúcar mais de 4 vezes ao dia.

A realidade é que o nosso açúcar está se alterando no sangue constantemente. E você só irá saber disso fazendo a sua famosa “ponta de dedo” com o seu glicosímetro.

Então como uma análise mais detalhada, se programe e realize as medições no momento que você acorda, antes de cada refeição, 1-2 horas após cada refeição, antes de dormir e em qualquer exercício que realizar.

Isso irá indicar se o seu organismo está recebendo insulina o suficiente em diferentes momentos do dia.

Procure o seu médico sempre para que ele indique o melhor programa para facilitar o seu controle diário da glicemia.

3. Eles olham o resultado da glicemia e fazem mudanças!

Se você está verificando o açúcar no sangue, todas as manhãs e está vendo um resultado de 200 mg/dL em seu medidor, isso significa que o resultado de uma glicada abaixo de 7 venha ser improvável.

Verifique sua glicemia a noite, analise o que está comendo antes de dormir e também a quantidade de insulina que vem aplicando. Esta soma é importante para ser apresentada ao seu médico.

Se o resultado apresentado está tão elevado na parte da manhã você precisa se aproximar de 100 mg/Dl.

Analise os resultados e tome as medidas necessárias para reverter esse quadro.

4. Eles escolhem alimentados verdadeiramente saudáveis

Um dos elementos mais importantes nesses 7 hábitos são os alimentos que você está comendo.

E essas escolhas alimentares são um dos indicadores do resultado ruim que pode estar refletindo no valor de sua clicada. 

De 80 a 90 por cento desse seu dia pode estar sendo composto de alimento não processados como coisas em pacotes e por lanches nada saudáveis.

Se você afirma que se alimenta bem todos os dias almoçando nos famosos fast-foods, por não ter tempo para fazer algo saudável, então não reclame se o seu açúcar no sangue não cooperar.

5. Eles realizam exercícios físicos semanalmente

As atividades físicas ajudam a reduzir os níveis de açúcar no sangue. Quanto mais você se exercita, mais você colabora para que o seu corpo mantenha um nível de açúcar numa escala considerada saudável em seu sangue.

Você sabe qual o exercício mais fácil e que gera um impacto significativo? Andar a pé! Uma caminhada diária de 30 min pode fazer toda a diferença nesse seu processo de saída do sedentarismo par uma vida mais ativa e saudável!

Mexa-se! Encontre um tipo de exercício que você goste e siga em frente!

6. Eles acreditam que podem.

Você é daqueles que reclamam e afirmam que é impossível melhor o seu controle com o diabetes e chegar na tão sonhada meta de hemoglobina clicada?

O que hoje você afirma é o que realmente faz a sua realidade. As pessoas que conseguem atingir a meta abaixo de 7 são incentivadoras delas mesmo e não se desencorajam.

Elas reconhecem os erros e quando acertam não comemoram, mas seguem em frente!

Observe como você se relaciona com o diabetes. Passe uma semana anotando cada pensamento negativo que realiza e depois analise cada um deles.

Depois faça uma outra lista, das pessoas que você gostaria de ser quando lembra de bons exemplos de controle do diabetes e os pensamentos que elas costumam propagar.

7. Eles nunca param de aprender.

Há duas opções que você tem ao longo de toda a sua vida com o diabetes: Buscar constantemente novas informações sobre o diabetes e a sua saúde em geral ou decidir continuar fazendo tudo aquele que hoje vem praticando de forma negativa.

O grupo que escolhe a segunda opção, vai conseguir exatamente os últimos resultados negativos que vem obtendo.

O primeiro grupo são de pessoas que ao ver o açúcar elevando no sangue após verificar a glicemia, tentam de forma incansável descobrir por quê está acontecendo e o que eles podem fazer para impedir que isso ocorra novamente.

Eles analisam e estudam o problema. Procuram por respostas e soluções. 

Outro segredo para o aprendizado é tornar o que é útil e deixar o resto.

Nunca é tarde para aprender, dê oportunidade para que possa evoluir constantemente.

Sempre procure o seu médico!

Baseado no artigo extraído do site: www.diabetesdaily.com

+ Não há comentários

Deixe o seu