Quando você ama alguém que não tem diabetes

Quando você ama alguém que não tem diabetes


Quando você ama alguém que não tem diabetes

Quando amamos alguém que não tem diabetes, talvez possamos deixar de entender o que é ser esposa, amiga, companheira, enfermeira e psicóloga. Tudo ao mesmo tempo, sem muitas das vezes receber nada em troca. Na verdade, o pagamento seria que no mínimo pudéssemos nos cuidar melhor.

Parar, refletir e ser grato por ela ter estendido a mão, enxugado suas lágrimas, caminhado com você no momento mais difícil que passou e talvez lembrar que nunca tenha dito, que isso foi a maior prova de amor que já recebeu.

Relembrar de quando você chegou com a sua primeira glicada abaixo de 7, e que ela estava ali, comemorando como se fosse a sua vitória do mundial de fórmula 1.

E o primeiro dia da bomba? naquela momento não ter conseguido entender ser isso o melhor caminho, encarar que aquilo era mais uma objeto pendurado em seu corpo. Porém, mais uma vez, ela esta ali, dizendo que aquilo fazia parte da sua vida, tão importante quanto o seu coração.

Quando aquela pessoa que você ama não tem diabetes, saber entender seus sintomas, do que você precisa com um olhar, é ter a certeza que achou a “tampinha” da sua caneta de insulina.

Ela está com você nos bons e maus momentos, mais rápida que um sensor de glicose, o melzinho de sua hipo e a correção para a sua hiperglicemia. Tudo isso, sem que talvez perceba ou retribua tais momentos. Simplesmente por te amar.

Nessa caminhada ainda resta um tempo para ser seu anjo da guarda, que ainda por cima pode velar o seu sono e também ser incomodada no meio da noite.

Em meio a tantas coisas, essa pessoa não quer ou lhe julga pelo fato de ter o diabetes na sua vida, o que ela faz, de maneira tão simples é acordar, cuidar de você e decidir mais uma vez amar você.

Todas essas coisas acabam se tornando invisíveis aos nossos olhos quando amamos alguém que não tem algo tão imediatista pra nós como o diabetes, mas são tão especiais e fundamentais que precisam ser ditos como forma de expressão de amor e gratidão.

 

+ Não há comentários

Deixe o seu