SAIBA MAIS SOBRE A PRINCIPAL CAUSA DE BAIXA VISÃO EM PACIENTES COM DIABETES: O EDEMA DE MÁCULA

SAIBA MAIS SOBRE A PRINCIPAL CAUSA DE BAIXA VISÃO EM PACIENTES COM DIABETES: O EDEMA DE MÁCULA


Os olhos são órgãos sensíveis que podem ser afetados por problemas externos e desequilíbrios orgânicos. Ocasionalmente, esses fatores levam à perda da visão que, em alguns casos, pode ser total.

Entre os vários problemas que afetam os olhos, está o Edema Macular Diabético, uma doença que precisa ser acompanhada com atenção pois poder levar à cegueira. Esta doença é a principal causa de perda visual em pacientes com diabetes.

Sendo assim, no post de hoje, vamos conversar um pouco sobre o Edema e mostrar tudo o que precisa saber para se prevenir. Você verá, também, detalhes sobre suas causas, fatores de risco, tratamento e outras informações importantes. Acompanhe!

O Edema Macular Diabético

Para que possamos enxergar bem, é preciso que a retina capte a luz recebida do ambiente externo e seja convertida em sinais nervosos que são interpretados pelo cérebro como imagens.

Quando há alguma doença que acometa a retina, a visão é afetada. Se o problema afetar a mácula, região do fundo dos olhos responsável pela visão central e percepção de cores, a pessoa terá dificuldade na visão central.

O Edema Macular Diabético é um problema que ocorre em indivíduos portadores da diabetes e que apresentam retinopatia diabética.

O excesso de açúcar no sangue faz com que os vasos sanguíneos oculares se tornem mais permeáveis, causando o acúmulo de líquido e proteínas mácula. Isso provoca inchaço na região devido o vazamento desses líquidos, prejudicando a visão central.

Causas

O Edema macular diabético é uma complicação da retinopatia diabética, e sua causa principal é a taxa elevada de açúcar no sangue, ou seja o descontrole da doença. Quanto pior for o controle do diabetes maior a chance da pessoa desenvolver edema.

Essa doença ocular não está diretamente relacionada à idade avançada, já que indivíduos jovens também podem ser portadores de diabetes.

hipertensão arterial mal controlada e o aumento dos níveis de colesterol são outras condições que podem agravar o edema macular.

Sintomas

Quando ainda está no começo, o Edema Macular Diabético não apresenta sintomas. Entretanto, conforme o problema evolui, eles começam a surgir na forma de:

  • distorções das imagens;
  • borrões;
  • dificuldade para ver ou distinguir cores;
  • alteração da visão central.

Se não tratado, o edema macular pode levar à perda definitiva da visão. 

Fatores de risco e diagnóstico

O principal fator de risco para desenvolvimento do Edema Macular Diabético é o descontrole da diabetes. Para quem possui a doença, portanto, é fundamental manter o nível da glicemia equilibrado. Assim, os vasos sanguíneos não são afetados pelo excesso da substância.

O diagnóstico precoce é feito pelo retinólogo, que solicitará exames para análise do fundo do olho e identificará alterações logo no começo. Os exames que esse profissional pode pedir são:

  • OCT – Tomografia de Coerência Óptica: permite avaliar a retina, a coroide, a mácula e o nervo óptico.
  • Angiofluoresceinografia: exame com contraste que permite avaliar a circulação da retina e do nervo óptico, bem como identificar vasos anômalos.

Quem é portador da diabetes deve fazer exames oftalmológicos com frequência para diagnosticar possíveis alterações antes que elas se agravem.

Tratamento do Edema Macular Diabético

Quando diagnosticado no começo, o edema pode ser tratado com medicamentos intra-oculares chamados de anti-angiogênicos e/ou corticóides que atuam sobre os vasos sanguíneos e reduzem os vazamentos, permitindo que a retina volte a desempenhar sua função. Nesse caso, os danos à visão poderão ser revertidos, parcial ou totalmente, dependendo do nível de gravidade inicial.

Há também o tratamento com laser, chamado de fotocoagulação que já foi considerada como técnica padrão e ainda é utilizada como opção antes ou depois dos medicamentos intra-vítreos.

O melhor tratamento é aquele indicado pelo retinólogo de acordo com cada caso!

O Edema Macular Diabético pode ser prevenido através do controle da taxa de glicose no sangue. Exames diagnósticos são fundamentais também para verificação de alterações logo no começo. Então, para evitar esse problema, é fundamental cuidar da saúde e fazer visitas regulares ao oftalmologista.

Material produzido pela equipe técnica da RetinaPro, uma clinica especializada no tratamento de doenças da retina

Acompanhe nosso blog e conheça mais sobre doenças oculares.

Siga-no nas redes sociais: Facebook, Linkedin, Instagram, Twitter, YouTube.

2 Comentários

Deixe o seu
  1. 1
    L

    Eu fiz exames em maio graças à. Deus está tudo perfeito, mas há uns 2 anos atrás quando fiz pela primeira vez tinha algumas manchas hoje faço uso de . Naprix de 2,5 miligramas o as manchas sumiram. Recomendo estes exames porque através dele fui diagnosticada a tempo e hoje está tudo certo

  2. 2
    Maria Rodrigues dos Santos

    Descubri a diabetes a pouco tempo 9 mês atrás, mais creio que já tinha antes porque minhas vistas estão cada vez pior, tenho que fechar os olhos pra poder ler, só deixar uma pequena abertura quando chega a noite fica pior, tem bem mais tempo, isso antes de descobrir a diabetes, fez exames de vista a um tempo atrás, e me disseram que pra perto já era só que só está piorando, já estou sentindo que até pra longe tá ficando ruim, só que meu meu nível de diabetes, até agora, o macimo que chegou foi de 255, não pasou disso, será que tem aver?

+ Deixe um comentário