Desabafar faz bem

Desabafar faz bem


E por um instante parece que não vou dar conta de tudo.

Um minuto mundo que preciso parar pra respirar. Opa, ele não para, mas você que precisa definir a sua rota, as prioridades e o que você quer fazer dentro deste universo de possibilidades.

Tendo diabetes então, cada segundo é valioso, como uma gota de insulina que você não pode nem pensar em desperdiçar. Opa! Falando nisso, ates de continuar, vou medir a glicose. rs

Para escrever neste momento, me desligo de tudo, coloco a minha canção favorito nos ouvidos e me inspiro para desabafar. Aliás, foi assim que tudo começou, através disso deu início minha história de encontro com vocês por meio do Eu e a Bete.

No turbilhão de coisas, as ideias fervilham e a vontade de escrever aumenta. Porém, tenho mensagens para responder, e-mails pendentes e projetos na ponta do lápis e outros prontos para se tornar realidade.

A cada dia que passa, o fluxo de ações com o blog só aumenta. Isso tudo sem querer nada em troca, simplesmente querendo ajudar quem me procura, dar resposta a quem se encontra perdido no meio ou no início da vida com o diabetes. Por gratidão e amor a todas essas coisas.

Poderia parar agora, ignorar isso tudo e seguir minha história de forma independente. Sem querer dividir, somar, compartilhar, mas confesso que não consigo.

Tenham paciência eu vou continuar aqui, demoro mas continuo firme e forte, sendo realmente feliz em ter cada um de vocês. Entenda que isso não é uma reclamação, mas um desabafo, por ter certeza de receber sempre o carinho, as palavras e um abraço virtual caloroso de cada um.

Nas alegrias, tristezas, nas glicoses boas ou ruins, mas um apoiando outro, pois somos eu, vocês e a Bete. Estamos juntos sempre!

+ Não há comentários

Deixe o seu