Dias de lutas, dias de glória.


    Confesso que este “lance” de ter um blog vem sendo uma grande válvula de escape desde a descoberta de nova fase em minha vida.
    Ainda continuo a oscilar entre dias de normalidade e esquecimento com os dias de dor e lamentações.
    Hoje por exemplo, foi um dia nulo para enfrentamento desta doença.
    Quando a revolta bate fica difícil de controlar, fica difícil de me controlar.
     Mas vou aprendendo a lutar internamente com os meus medos e angústias.
    Quem disse que seria fácil?
     A dor é passageira, a vontade de ser feliz é eterna.

“Com a cabeça erguida e mantendo a fé em Deus
O seu dia mais feliz vai ser o mesmo que o meu
A vida me ensinou a nunca desistir
Nem ganhar, nem perder mas procurar evoluir
Podem me tirar tudo que tenho

Só não podem me tirar as coisas boas que eu já fiz
pra quem eu amo
E eu sou feliz e canto e o universo é uma canção e
eu vou que vou

História, nossas histórias
Dias de luta, dias de glória”

+ Não há comentários

Deixe o seu