“Não fique perto de mim. Não quero pegar essa diabetes.”

“Não fique perto de mim. Não quero pegar essa diabetes.”


Em apenas uma publicação, eu pude ler centenas de desabafos. Em muitos me coloquei no lugar e em outros, parecia que era eu o autor de cada palavra.

Em um dos comentários, uma frase que me causou o alerta:

“Não fique perto de mim. Não quero pegar essa diabetes.”

E você achando que o problema está em saber a diferença entre diabetes tipo 1 ou tipo 2, mas vai muito além. Mostrar para a sociedade que o diabetes não é contagioso.

Isso realmente não é uma piada de mal gosto, apenas um alerta para você. Por mais que ache que as pessoas sabem sobre diabetes, eles ainda desconhecem.

Se você já conhece, tem, ignora, omitem ou busca meios alternativos, lhe digo que a única escolha que temos é se cuidar, buscando o devido auxílio médico.

E para aqueles que não foram apresentados ainda e que, espero que conheçam apenas a teoria, fica o pedido de respeito, de auxílio e tentativa de orientação sobre o assunto. Acredite, que nós, com diabetes, temos pra passar a vocês não a piedade sobre a doença, mas a informação para este assunto.

Não nos julgue, pois não desejamos estar com diabetes ou muito menos não estamos diabéticos, pois comemos um saco de açúcar.

Nós não somos portadores de necessidades especiais. Logo, avalie o que motiva você poder admitir ou demitir alguém por conta disso. Nosso pâncreas reduziu apenas a produção de insulina e não o nosso rendimento funcional.

E mais uma coisa. Se ficar perto de mim, saberá que sou muito mais que uma pessoa com diabetes.

+ Não há comentários

Deixe o seu