Glicemia após um almoço x Glicemia após um estresse?

Glicemia após um almoço x Glicemia após um estresse?


Glicemia após almoço x Glicemia após um estresse. O que você prefere?

Em nenhum dos dois casos eu posso considerar excelentes glicemias, mas até que a do almoço está beirando o limite da calmaria.

Bem, conversando com algumas pessoas e nas palestras sobre diabetes é muito comum ouvir que existe o diabetes emocional porém, ele não existe. Mas este assunto vai ficar para uma outra oportunidade.

O que quero registrar é que realmente fatores externos, principalmente aqueles que nos tiram do sério podem provocar isso. Uma hiperglicemia assustadora.

Estava tudo bem após o almoço, até que fui resolver um problema com uma prestadora de serviço de água aqui no Rio.

Era minha quarta tentativa, pois nas vezes anteriores, os atendentes me passaram informações erradas sobre o procedimento que eles deveriam saber ao pé da letra.

Estava convicto que esta seria a última vez, #sqn, logo a surpresa. O sangue subindo a cabeça e logo surge aquele estresse de você perder a linha sem direito de contar até 10.

Infelizmente no Brasil é assim que funciona e novamente o meu problema não foi resolvido.

Logo que passo por uma situação que me causa uma alteração emocional, a vontade de ir ao banheiro começa e já sei: Olha a Bete reclamando!

Meia hora depois do episódio, fui verificar a glicemia e aí estava o resultado.

Bem, apenas quero registrar o quanto é importante mantermos a calma e o equilíbrio emocional, mas nem sempre, infelizmente, o que está ao seu redor lhe permite isso.

Bem, vou lá melhorar isso e contar até 10.

Vivendo e entendendo a Bete!

+ Não há comentários

Deixe o seu