Somos tão jovens…(Sério mesmo que você quer falar sobre diabetes?)

Somos tão jovens…(Sério mesmo que você quer falar sobre diabetes?)


Juventude provoca um certo ar de invencibilidade.
 
Parece que nada e nem ninguém será capaz de controlar os nossos impulsos e vontades.
 
Sua mãe diz: “Não faz isso”, você vai lá e faz. “Não siga por esse caminho”, você vai e segue.
 
Pode até que dê certo, mas as mães curiosamente possuem um certo sensor de perigo. E mesmo estando na maioria das vezes na razão, é praticamente impossível dar o braço a torcer para elas.
 
E lá estão exercendo o seu papel sendo pâncreas, mães e ali, como nossas maiores defensoras.
 
Mas nós jovens, estamos sempre dispostos para novos desafios.
 
E quando o desafio é o diabetes, isso me torna diferente dos demais? Não, apenas me coloca uma responsabilidade a mais.
 
Ser responsável combina com juventude? Pode ser que nesse momento para você, essas duas palavras não andem de mãos dadas.
 
O medo pode te acompanhar nesse momento. Mas quem não tem medo?
 
Eu tenho os meus, muitos por sinal, mas não impedem de querer seguir.
 
A juventude um dia irá embora e ser inconsequente nesse momento, talvez pouco importe, mas a minha vida continua e serei fruto das escolhas que fiz.
 
Você pode ser o Rafael no qual dedico essa mensagem hoje, mas também pode ser um outro jovem que me acompanha todos os dias.
 
Ah fala sério! Mais um tentando enviar uma lição de moral, já não basta os meus pais!
 
A vida é dura eu sei, porém é melhor ouvir de quem nos ama do que o mundo falar pra você e as coisas serem muito mais difíceis.
 
Olha, na boa. Você acha que gostaria de estar trocando essa ideia, que eu gostaria de ser diabético e ainda por cima tipo 1 ?
 
Vem cá, jogando a “letra” nesse texto hoje, não tô afim desse papo de morte.
 
Sei que você quer muito curtir a vida e ser feliz.
 
Basta querer, fazer e acontecer.

+ Não há comentários

Deixe o seu