Ser mãe de um DM1

Ser mãe de um DM1


Na semana passada recebi na página do Eu e a Bete o belo depoimento da mãe Edna que escreveu para o seu filho Lucas que completou na última semana 12 anos.

Parabéns Lucas e obrigado por essa sua história e grande exemplo de como encarar a Bete!

|

Hoje quero dividir com vocês a minha felicidade,porque meu menino doce está completando doze anos,o que posso dizer é que eu o amo muito,mas eu quero mesmo neste dia é contar pra todos como é ser mãe de um DM1!

Tudo começou assim…o Lucas era um menino saudável,bem gordinho se alimentava bem aparentemente tudo normal,mas de repente começou a ficar agitado muito nervoso,dormia pouco chorava muito os olhos estavam o tempo todo avermelhados,e ele que não usava mais fraldas passou a fazer xixi na cama,bebia muito liquido e emagreceu muito rápido,isso tudo em apenas uma semana.

Penso que todos podem imaginar o desespero de uma mãe ao ver seu filho doente…e com todos aqueles sintomas só me veio a mente que poderia ser diabetes porque tinha lido alguma coisa numa revista mas no primeiro momento pensei não deve ser,bom fomos a médica e quando relatei os sintomas a primeira palavra dela foi;olha mãe vamos fazer o teste de glicemia pra confirmar minha suspeita mas seu filho pode ser diabético.

Aguardei ansiosa e aqueles segundos pareciam horas resultado glicemia: 315, meu mundo desabou.

Fomos imediatamente para a santa casa e lá foi feito aquela bateria de exames para confirmar o diagnostico e depois subimos para o sexto andar onde ficamos exatos doze dias tentando controlar a glicemia,isso foi perto do dia das mães e logo eu provaria um pouco do preconceito das pessoas por não conhecerem nada sobre diabetes.

No dia das mães prepararam uma sala com decorações e bolo e doces e tudo ,que uma festa tem ,mas na hora de todos irem para lá a enfermeira veio e falou pra mim;olha vocês não podem ir lá porque seu filho não pode comer doces…

Pensem num soco no estômago, porque foi isso que eu senti. Peguei meu filho nos braços e chorei muito, mas tudo passa e fiquei ali com ele inventando brincadeiras.

Foram dias difíceis tanta furadas nos dedinhos dele com apenas três anos tanto sofrimento,tive que aprender a fazer os testes aplicar insulina tudo foi um aprendizado ,pra mim e pra ele era um mundo novo mas fomos nos acostumando.

Depois que saímos do hospital foram muitas vezes que ele teve hipo severas muitas vezes saiamos na madrugada as pressas com ele em convulsão e quando chegava no hospital eu falava que ele era diabético as enfermeiras duvidavam me perguntavam quem tinha me falado isso.

Foi difícil lidar com essa situação eu me culpava o tempo todo ,eu chorava muito e cada vez que ele passava por uma convulsão era um desespero só!Muitas vezes era ele que me acalmava dizendo;mãe não precisa chorar eu já estou bem nossa ele é muito forte!

Hoje é diferente. Ele já não tem mais as hipo severas e leva uma vida normal, ele mesmo fala ;eu sou diabético mas não sou doente e é isso que me dá forças pra seguir…por isso neste dia tão especial quero dizer a ele mil felicidades e como ele mesmo diz que agora é um pré adolescente ,que seja uma fase muito linda na sua vida e que ele conquiste tudo que desejar porque vitoriosos ele já é um vencedor termino meu depoimento em lágrimas porque relembrar tudo é um misto de alegria e dor , mas é também um sentimento de vitoria,porque é isso que uma mãe de DM1 é vencedora!!!!

 

+ Não há comentários

Deixe o seu