Não me curei escrevendo, mas me sinto em paz quando isso eu faço

Não me curei escrevendo, mas me sinto em paz quando isso eu faço


Escrever é algo que me proporciona a paz e a liberdade sobre uma vida, que para muitos, pode significar uma verdadeira prisão.

Foi assim que tudo começou. Eu, vocês e a Bete.

Sair das algemas da dor e do lamento, para buscar pelo menos uma pessoa que pudesse entender o que eu sentia para conseguir enxergar que não estava só.

Não lhe digo para começar agora, pelos quatro cantos fazendo isso, mas foi o início para mim. Iniciando num bloco de notas, como um rascunho, escrevendo e hoje é a minha terapia no tratamento com o diabetes.

Mas tudo nessa vida é uma busca, para o encontro daquilo que lhe possa causar o bem.

Comigo o ato de escrever, me proporciona muitas coisas, não digo financeiras, mas de vidas, que resolveram diariamente somar comigo suas histórias, buscando seguir em frente nesta caminhada com a Bete.

Para você que tem vontade de escrever, criar um blog, página e qualquer outro recurso como esse. Siga em frente!

Aqui há espaço para todos, pois JUNTOS podemos sim fazer a diferença.

Falar do diabetes sendo positivo, não é uma questão filosófica, mas uma questão de escolha entre querer ser feliz e não querer se lamentar.

Pablo Silva
www.eueabete.com.br

+ Não há comentários

Deixe o seu