O valor de uma curtida

O valor de uma curtida


O valor de uma curtida

Em mais esse ano com o Eu e a Bete, novas coisas aconteceram. Boas e ruins.

Foi um ano difícil para todos, tempo de aprender e tempo também de construir, principalmente pensando em novos horizontes para 2016.

Você pode perguntar qual a relevância de eu estar aqui, todos os dias, enviando uma mensagem pra você, sem nenhum interesse financeiro, mas com um enorme prazer de realizar isso.

Respondo que é gratidão. Sim, pois sem nenhuma hipocrisia eu posso afirmar que essa página é uma das maiores realizações da minha vida e garanto que ela faz parte do meu tratamento com a Bete. Onde cada pessoa aqui, acaba sendo cada unidade de insulina virtual que me ajuda nessa caminhada.

Não pense que é simples chegar, escrever algo e pronto. Assim temos uma página, blog e qualquer outro canal.

Requer responsabilidade, tempo e respeito para quem me acompanha.

Reafirmo que ter uma página abordando um assunto tão sério, falando sobre uma doença e retratando um pouco dessa minha vida ao lado do diabetes nunca foi o objetivo. Nem tampouco ter o número de pessoas que alguns dizem de “seguidores”. 

Aqui não tenho seguidores, mas sim histórias, vidas e amigos que dividem experiências boas e ruins dessa nossa doce caminhada.

Espero ter mais um novo momento em 2016, espero ter mais 365 de Eu e a Bete. Espero contar com cada um de vocês.

Esse pra mim é o valor de uma curtida. Uma das peças fundamentais que compõe o meu quebra-cabeça com o diabetes, ou a Bete.

+ Não há comentários

Deixe o seu