PRECONCEITO

PRECONCEITO


Ou o mundo anda careta demais ou tudo está exalando PRECONCEITO.

Sabe, não precisa ter desenhado na testa a palavra que representa o preconceito que lhe atinge.
Olhem! A patrulha do politicamente correto está ali, pronta para defender com afinco aquele ponto de partida e gerar toda a polêmica necessária.

Claro, nos tempos do virtual, essa missão se torna muito mais fácil e os poetas da literatura urbana atacam e transbordando informações tendenciosas para que elas se tornem algo “viral”.

Lembro que nos tempos de criança, sofri uma série de situações, que hoje seriam facilmente traduzidas como bullying. Bem, naquela época eram apenas molecagens e tudo se resolvia.

Fico pensando se o preconceito foi introduzido em nosso cotidiano. Seria uma espécie de picada de mosquito da dengue. Contaminando e pulverizando informações deturpadas do dia a dia.

Não estou afirmando que ele não exista, mas acho que está tudo ultimamente em excesso.

Etnia, opção sexual, condição social e patologia. Tudo farinha do mesmo saco!

Ah! Mas qual bandeira estou levantando? A do respeito.

Por essas e outras, que não basta a queda de um governante, do fim da corrupção e dos problemas de um país. Precisamos muito mais de humanidade nesta nação.

E o diabetes entra como mais um coadjuvante nessa história. Será que precisa colar na testa ou no nosso cotidiano sofremos algum tipo de afrontamento. Aliás, será que diabético também é ofensivo pra você?

Na verdade precisamos de mais amor, cultura, respeito, dignidade e dias melhores!

Afinal diabetes não dá em poste, mas tem horas que parece, pelo descaso existente nela e situações que vivemos. Isso é um conceito péssimo!

Bem, confesso que pra mim ser diabético ou ter diabetes pouco importa nesse mar de hipocrisia e desrespeito.

+ Não há comentários

Deixe o seu