Como é difícil retornar de onde paramos!

Como é difícil retornar de onde paramos!


Como é difícil retornar de onde paramos!

Em todo momento, a vida nos coloca provas e muitas das vezes, elas consegue ou nos fortalecer, enfraquecer e até mesmo parar.

No final delas, sempre é possível tirar uma lição. A principal que sempre consigo extrair, é que nem sempre você é tão forte quanto imagina ou tão fraco que não consiga ir adiante.

O diabetes me coloca em prova diariamente. Ele me incomoda, me provoca e fala ao meu ouvido: “Pablo, estou aqui, se você esquecer ou me ignorar, pode ter certeza que mais cedo ou mais tarde irei te cobrar!”.

E esse falar ao ouvido ou essa provocação, me dá raiva, pois claro, não queria ter a Bete na minha cola, mas tudo bem Dona Bete. Você está aqui e não é você que dita a regra do jogo. Eu sou o autor do meu livro da vida!

Bem, hoje, depois de algumas semanas fora, forcei meu corpo e mente ao retorno das atividades físicas. Seria muito mais conveniente manter minha zona de conforto e eliminar essa atividade, mas seria muito doloroso eu ignorar, ficar inerte ou criar justificativas, inclusive culpando a Bete.

Pra cima de mim não, pois tenho uma longa caminhada de VIDA pela frente.

Nessa estrada, o diabetes não é meu veículo de transporte, ele é só mais uma passageiro da minha vida.

+ Não há comentários

Deixe o seu