Uma vida feliz com o Diabetes

Uma vida feliz com o Diabetes


Uma vida feliz com o Diabetes por Mariana Cartier

Pense num grande exemplo de uma jovem enviado e o seu depoimento sobre vida e saúde ao lado do diabetes.

Uma ótima leitura de um belo depoimento escrito por Mariana Cartier enviado por sua mãe Silmara Cartier.


 

Essa é minha filha Mariana Cartier, uma adolescente de 15 anos com D1 a quase 4 anos, que me emocionou muito com o relato a seguir. Gostaria de compartilhar com outras pessoas que vivem essa realidade, pois acredito que o caminho para uma vida feliz com a diabetes começa de dentro pra fora.
” Felizmente eu despertei a consciência de que cuidar da alimentação é essencial. Não só pela diabetes mas sim pela vida. Infelizmente sacrificar sua alimentação “gostosa” é a parte mais difícil da diabetes, mas agora não me imagino mais comendo carboidratos que não sejam integrais. No começo é difícil, e muito, ter que deixar de comer batata frita, macarrão, arroz branco, mas quando se acostuma você vê que esses alimentos não tem tanto gosto comparado aos integrais. Acostumar o paladar a viver sem o doce é sentir o gosto dos alimentos como eles são. E viver sem doce realmente é a parte mas difícil, ficar sem batata frita por 1 ano é muito mais fácil que ficar 1 semana sem doces. Mas com a infinidade de receitas diet, você não precisa viver sem o doce. Agora eu sinto de verdade a importância de despertar a consciência de aceitar às condições que você vive e se adaptar a elas. No começo é difícil, mas desistir é um derrota pessoal,porque você sabe que é forte e consegue se adaptar a coisas até mais difíceis. Sair de uma insulina basal de 44ui para 24 foi uma das maiores vitórias da minha vida, despertar a consciência do que eu como e do bem que eu faço pro meu corpo foi a maior vitória. Há tempos não me sentia tão bem quanto sou hoje com essa nova vida. Praticar exercícios, comer o que é certo e ver minha glicose controlada são as coisas mais gratificantes para mim, saber que eu cuido da minha saúde e faço minha parte me faz feliz e muito mais grata. Não faço dieta restrita devido minha diabetes, vivo um estilo de vida me adequando de acordo com que a vida exigiu de mim. Posso afirmar totalmente que sou uma adolescente de 15 anos com uma doença crônica muito mais feliz, saudável e principalmente consciente do meu estilo de vida, que é o que todos deveriam aderir, não só por estética ou por qualquer doença mas sim pela saúde e principalmente pela vida”. Mariana Cartier

 

 

+ Não há comentários

Deixe o seu