Voando com as insulinas

Voando com as insulinas


Olá pessoal, como todos sabem realizei um grande sonho recentemente e estive na terra do Tio Sam (EUA) em férias para conhecer os parques da Disney.

Muitas pessoas enviaram mensagens me questionando sobre o comportamento da Bete durante estes dias longe de casa e como foi o processo de embarque e desembarque, principalmente com relação as insulinas.

Como tenho muitos assuntos sobre estes dias, resolvi dividir em partes. Vou começar hoje falando como foi o transporte das insulinas.

Confesso que a preocupação neste aspecto era elevada, pois como canso de ouvir: “Insulina é vida!” portanto, ficar sem elas era sinônimo de voltar pra casa ou acionar o seguro viagem e tentar de alguma maneira obter meus insumos nos EUA.

Previamente havia pesquisado sobre o transporte das mesmas. Semanas antes conversei com a minha médica que deu a receita para que em caso de questionamento eu a apresentasse para fiscalização, controle de imigração…

20150521_132756

Tanto na ida e na volta pro Rio, as insulinas estavam na minha bagagem de mão, nas suas canetas e no estojo que sempre carrego comigo.

Em nenhum momento fui questionado pelo transporte delas e tudo deu certo.

Mas vale a recomendação para que ande com a receita médica que comprove que você é diabético e que necessita de suas insulinas.

Uma das coisas que pude adquirir para o transporte de minhas insulinas foi este estojo térmico.

20150521_133738

Custam curiosos 10 dólares. Menos de R$ 40,00 e que com certeza não encontro por este preço, pelo menos eu nunca encontrei, aqui no Brasil.

Aos poucos vou diluindo o que de positivo e negativo aconteceu com nesta viagem com a Bete.

Um grande abraço.